Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/18150
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBarbosa, A. E.pt_BR
dc.contributor.authorFernandes, J. N.pt_BR
dc.contributor.editorAPRHpt_BR
dc.date.accessioned2010-04-06T18:51:11Zpt_BR
dc.date.accessioned2010-04-26T13:04:53Zpt_BR
dc.date.accessioned2014-10-10T16:15:25Zpt_BR
dc.date.accessioned2017-04-13T08:48:01Z-
dc.date.available2010-04-06T18:51:11Zpt_BR
dc.date.available2010-04-26T13:04:53Zpt_BR
dc.date.available2014-10-10T16:15:25Zpt_BR
dc.date.available2017-04-13T08:48:01Z-
dc.date.issued2010-04-06T18:51:11Zpt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/18150-
dc.description.abstractUma das tarefas do projecto G-Terra, “Directrizes para a gestão integrada da poluição das escorrências de estradas em Portugal” é a monitorização de escorrências em estradas nacionais, de forma a alargar o conhecimento actual. Esta comunicação apresenta resultados do caso de estudo do Algarve, a A22 Via do Infante de Sagres, cujas de escorrência foram monitorizadas pelo LNEC com o apoio da concessionária Euroscut. Recolheram-se 76 amostras relativas a 10 chuvadas, próximo do Nó de Alcantarilha. Utilizou-se um equipamento automático; os dados de precipitação e escoamento foram registados cada 5 minutos e as amostras recolhidas de acordo com uma programação. O volume médio dos eventos monitorizados foi de 23 m3. As amostras foram analisadas para um conjunto de 18 parâmetros. As médias e extremos de concentrações, bem como as Concentrações Médias do Evento (CME) e do Lugar (CML) são apresentadas. Verificou-se que uma amostra de CQO excedeu o Valores Limite de Emissão (VLE) para a descarga de águas residuais (Decreto-Lei n.º236/98), enquanto 30% e 41% das amostras de SST e Fe, respectivamente, evidenciaram concentrações superiores aos VLE. Não se verificou a habitual relação de grandezas na presença de metais pesados, observando-se na A22 concentrações de Cu da mesma ordem de grandeza das de Pb, portanto reduzidas. As CML de SST, Zn, Cu e Pb da A22, comparativamente com outras estradas nacionais, aproximam-se das do IP5 (Aveiro) e A6 (Peniche). Os resultados serão, no futuro próximo, sujeitos a análises estatísticas adicionais, pesquisando-se também a existência de tendências e padrões entre diferentes estradas nacionais.pt_BR
dc.description.sponsorshipProjecto financiado pela FCTpt_BR
dc.format.extent1622057 bytespt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectEscorrências de estradaspt_BR
dc.subjectPoluiçãopt_BR
dc.subjectMonitorizaçãopt_BR
dc.subjectG-terrapt_BR
dc.subjectAlgarvept_BR
dc.titleCaracterização da qualidade das escorrências da A22 Via Infante de Sagres, na zona de Alcantarilhapt_BR
dc.typeconferenceObjectpt_BR
dc.identifier.localedicaoLisboapt_BR
dc.description.figures5pt_BR
dc.description.tables8pt_BR
dc.description.pages14pt_BR
dc.identifier.seminario10º Congresso da Águapt_BR
dc.identifier.localAlvor, Algarvept_BR
dc.identifier.localizacaoCD de comunicações do 10º Congresso da Águapt_BR
dc.description.year2010pt_BR
dc.description.data21 a 24 de Marçopt_BR
Appears in Collections:DHA/NRE - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
33.pdf1.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.