Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/17939
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBranco Pedro, J.pt_BR
dc.contributor.authorVilhena, A.pt_BR
dc.contributor.authorPaiva, J. A. V. dept_BR
dc.contributor.editorPaulo A. A. Pereirapt_BR
dc.date.accessioned2010-02-15T12:11:22Zpt_BR
dc.date.accessioned2010-04-21T16:34:12Zpt_BR
dc.date.accessioned2014-10-10T09:45:18Zpt_BR
dc.date.accessioned2017-04-13T10:15:36Z-
dc.date.available2010-02-15T12:11:22Zpt_BR
dc.date.available2010-04-21T16:34:12Zpt_BR
dc.date.available2014-10-10T09:45:18Zpt_BR
dc.date.available2017-04-13T10:15:36Z-
dc.date.issued2009pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/17939-
dc.description.abstractO Regime de Arrendamento Urbano aprovado pela Lei n.º 6/2006, de 27 de Fevereiro, permite a actualização extraordinária do valor das rendas. O valor máximo de actualização depende do valor patrimonial tributário e de um coeficiente de conservação. Este coeficiente deve reflectir o estado de conservação do locado e a existência de infra-estruturas básicas. Para determinar o coeficiente de conservação foi desenvolvido no LNEC o "Método de avaliação do estado da conservação de imóveis" (MAEC). O método foi publicado pela Portaria n.º 1192-B/2006, de 3 de Novembro, que aprovou o modelo de ficha de avaliação, definiu os critérios de avaliação e estabeleceu as regras para a determinação do coeficiente de conservação. As instruções relativas ao preenchimento da ficha de avaliação e ao procedimento de vistoria foram remetidas na Portaria para documento disponibilizado na Internet. Neste artigo é apresentado o MAEC, descrevendo-se a metodologia de desenvolvimento, o modelo de avaliação adoptado e a aplicação experimental realizada. Conclui-se com uma análise da experiência de aplicação dos primeiros dois anos de vigência e a discussão de possíveis desenvolvimentos futuros.pt_BR
dc.format.extent235326 bytespt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherCEC - Universidade do Minhopt_BR
dc.relation.ispartofseriesRevista de Engenharia Civil da Universidade do Minhopt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectEdifíciospt_BR
dc.subjectAvaliaçãopt_BR
dc.subjectEstado de conservaçãopt_BR
dc.subjectNovo regime do arrendamento urbanopt_BR
dc.subjectAnomaliaspt_BR
dc.titleMétodo de avaliação do estado de conservação de imóveis. Desenvolvimento e aplicaçãopt_BR
dc.typearticlept_BR
dc.identifier.localedicaoGuimarãespt_BR
dc.description.figures5 fig.pt_BR
dc.description.pages57-74 p.pt_BR
dc.identifier.localizacaowww.civil.uminho.pt/cec/revista/revista.htmpt_BR
dc.description.volumeNúmero 35, 2009pt_BR
dc.description.sectorDED/NAU/NRIpt_BR
dc.name.labelAvaliação do estado de conservação de edifìciospt_BR
dc.description.year2009pt_BR
Appears in Collections:DED/NUT - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
REngenharia Civil_UM 35, 2009.pdf229.81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.