Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1011277
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSaporiti Machado, J.pt_BR
dc.contributor.authorMarques, A.pt_BR
dc.contributor.authorDias, A.pt_BR
dc.contributor.authorSantos, P.pt_BR
dc.date.accessioned2019-01-15T18:15:01Zpt_BR
dc.date.accessioned2019-02-07T15:55:42Z-
dc.date.available2019-01-15T18:15:01Zpt_BR
dc.date.available2019-02-07T15:55:42Z-
dc.date.issued2018-11pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace2.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1011277pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1011277-
dc.description.abstractOs produtos à base de madeira têm cada vez mais um papel relevante na construção, em particular no caso da reabilitação. Tal resulta não só das vantagens tradicionais da madeira, como o seu desempenho mecânico ou impacto ambiental, mas também das tecnologias inovadoras que abriram perspetivas completamente novas a este material, como é o caso da construção em altura com CLT. Relacionadas com estas características surgem também algumas desvantagens importantes, nomeadamente a variabilidade de propriedades e a dificuldade de controlo de qualidade. Tradicionalmente a madeira é selecionada tendo por base uma análise visual (classificação visual) a qual tem uma correlação bastante limitada com as propriedades mecânicas. Por estas razões torna-se bastante difícil realizar um controlo de qualidade em obra rigoroso com um nível de custo e complexidade adequado às condições aí existentes. Tal introduz custos acrescidos ao processo, gera dificuldade na gestão do processo construtivo e pode conduzir a erros, ainda que involuntários, com consequências graves, por exemplo através da troca da classe resistente entre elementos construtivos. Neste campo foram desenvolvidas soluções que permitem um mais eficaz e rigoroso controlo de qualidade. Nesta comunicação apresenta-se uma dessas técnicas que consiste numa abordagem dinâmica para ensaio não-destrutivo da madeira. A técnica é passível de aplicação a elementos de diferentes espécies sendo apresentados resultados da sua validação para o pinho bravo. O SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta, em colaboração com a Universidade de Coimbra e o Laboratório Nacional de Engenharia Civil desenvolveu um sistema que, comparativamente ao processo normalizado preconizado pela normalização europeia, permite um processo de verificação da qualidade em obra rápido e fiável. Este processo será apresentado nomeadamente ao nível de potencial e limitações.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade do Portopt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectPinheiro bravopt_BR
dc.subjectClassificação mecânicapt_BR
dc.subjectClasses de resistênciapt_BR
dc.subjectEstruturas de Madeirapt_BR
dc.subjectReabilitaçãopt_BR
dc.titleUma nova metodologia para controlo de qualidade (resistência) de madeira em obrapt_BR
dc.typeconferenceObjectpt_BR
dc.identifier.localedicaoPortopt_BR
dc.description.pages350-358pp.pt_BR
dc.description.commentsComunicação de acesso abertopt_BR
dc.identifier.localPortopt_BR
dc.description.sectorDE/NCEpt_BR
dc.identifier.proc0302/112/20486pt_BR
dc.identifier.conftitleConstrução2018. Reabilitar e construir de forma sustentável.pt_BR
dc.contributor.peer-reviewedSIMpt_BR
dc.contributor.academicresearchersSIMpt_BR
dc.contributor.arquivoSIMpt_BR
Appears in Collections:DE/NCE - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CON 30 Machado et al construcao2018.pdfComunicação6.09 MBAdobe PDFView/Open
RE Envio de Certificado de Presença - Congresso Construção 2018.msgOpen access200 kBUnknownView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.