Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1006527
Title: Inversão de fluxo em aparelhos domésticos de combustão em Portugal: estudo experimental
Authors: Pinto, M.
Viegas, J.
Keywords: Habitações;Sistemas de ventilação;Aparelhos a gás;Permeabilidade ao ar;Inversão de fluxo
Issue Date: 2-Apr-2014
Abstract: Os sistemas de ventilação assumem uma grande importância no consumo de energia de climatização e na definição das condições higrotérmicas e da qualidade do ar interior dos edifícios. Entre outras funções, são absolutamente necessários para garantir os níveis de oxigénio necessários aos aparelhos domésticos de combustão. Em Portugal é usual instalar, em edifícios de habitação multifamiliar e com sistemas de ventilação natural, um exaustor mecânico individual em cada cozinha (ventilação descentralizada). Os aparelhos de aquecimento de água para aquecimento ambiente ou para águas quentes sanitárias, do tipo B, não devem ser instalados em locais onde existam exaustores com ventiladores mecânicos. O desrespeito desta incompatibilidade acarreta frequentemente a paragem dos aparelhos a gás em função da inversão do fluxo dos gases de combustão na conduta de exaustão. Neste artigo, avalia-se o impacte do funcionamento do exaustor mecânico no desempenho do aparelho a gás do tipo B normalmente instalado na cozinha. A combinação da ventilação natural ou mecânica na cozinha com a exaustão natural dos produtos de combustão do aparelho a gás foram ensaiadas bem como a avaliação das condições críticas que conduzem à paragem em segurança do aparelho a gás ou à inversão dos produtos da combustão na respetiva conduta de exaustão. Uma das principais conclusões a retirar é que para o caso da exaustão mecânica na cozinha, em simultâneo com a exaustão natural dos produtos de combustão do aparelho a gás, a grelha exterior da cozinha é um dispositivo fundamental para assegurar as condições adequadas para uma boa exaustão dos produtos da combustão e nas situações limite (reduzida admissão de ar por outros meios ou caudais de extração elevados) pode impedir a paragem em segurança do aparelho ou mesmo a inversão dos produtos da combustão. Para este efeito, também deve ser limitado o caudal máximo dos exaustores mecânicos.
URI: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1006527
Appears in Collections:DED/NAICI - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.