Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1005932
Title: Qual o melhor regime de escoamento em passagens para peixes por bacias sucessivas?
Authors: Branco, P.
Santos, J.
Viseu, T.
Pinheiro, A.
Ferreira, T.
Keywords: Barbo;Conectividade longitudinal;Escalo;Escoamento afogado;Escoamento com jacto livre;Passagem para peixes por bacias sucessivas
Issue Date: 2014
Abstract: A construção de estruturas hidráulicas de retenção de água fragmenta a conectividade longitudinal dos rios. As passagens para peixes têm como objectivo de aumentar a conectividade em sistemas fragmentados. No entanto, tendem a não ser funcionais para espécies com ecologias díspares. O objectivo deste trabalho é estudar o comportamento e a capacidade de duas espécies ecologicamente diferentes (Luciobarbus bocagei – taxon bêntico e Squalius pyrenaicus – taxon de superfície) transporem um modelo à escala real de uma passagem para peixes por bacias sucessivas. Este modelo foi testado com dois tipos de escoamento sobre o descarregador de superfície, livre e afogado, de modo a determinar o tipo de escoamento que potencia o sucesso na transposição da passagem pelas espécies. As duas espécies obtiveram mais sucesso na transposição da passagem para peixes aquando do escoamento afogado, uma vez que este aumenta a área disponível para transposição dos septos ao tornar o descarregador de superfície utilizável por espécies sem capacidade de salto. O escoamento afogado parece assim ser o mais adequado para sistemas onde exista uma grande diversidade de espécies com características e capacidades natatórias distintas.
URI: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1005932
Appears in Collections:DHA/NRE - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
regime de escoamento_TV.pdf494.45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.