Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1004287
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPereira, A.pt_BR
dc.contributor.editorPaulo de Carvalho/UANpt_BR
dc.date.accessioned2013-01-03T19:06:16Zpt_BR
dc.date.accessioned2014-10-10T09:44:41Zpt_BR
dc.date.accessioned2017-04-13T09:12:45Z-
dc.date.available2013-01-03T19:06:16Zpt_BR
dc.date.available2014-10-10T09:44:41Zpt_BR
dc.date.available2017-04-13T09:12:45Z-
dc.date.issued2011-12pt_BR
dc.identifier.issn1646-9860pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1004287-
dc.description.abstractO artigo enquadra-se numa linha de estudos que privilegia o ambiente como domínio de investigação em ciências sociais e resulta de uma pesquisa que procurou conhecer o papel do sistema institucional na governação da água em Angola. O país exibe elevadas taxas de crescimento económico a par de uma muito precária distribuição de água potável. Este défice questiona a capacidade de resposta institucional para satisfazer as necessidades básicas de consumo de água das populações e para suster a proliferação descontrolada dum sector informal ligado à venda da água. Note-se que esta situação repercute-se nos indicadores de desenvolvimento e na persistência de graves problemas de saúde pública. A abordagem privilegiada alicerça-se numa matriz que discute os desafios que se colocam à apropriação e ao uso dos recursos naturais renováveis, num contexto marcado por apelos à adopção de políticas que atendam aos princípios do “desenvolvimento sustentável” e da gestão integrada dos recursos hídricos. Uma discussão sobre esta temática não pode escamotear o contexto hidro-geográfico e geopolítico de âmbito regional, corporizado na Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC). Angola é um dos países com mais reservas hídricas numa Região com graves problemas de escassez. Este facto coloca desafios particulares ao sistema institucional e confere-lhe centralidade na resolução de dificuldades e tensões.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherEdições Pedago e Sociedade Angolana de Sociologiapt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectÁguapt_BR
dc.subjectGovernaçãopt_BR
dc.subjectSadcpt_BR
dc.subjectAngolapt_BR
dc.subjectSistema institucionalpt_BR
dc.titleÁgua em Angola: a insustentável fraqueza do sistema institucionalpt_BR
dc.typearticlept_BR
dc.identifier.localedicaoLuanda (Angola) e Mangualde (Portugal)pt_BR
dc.description.pages63-85pppt_BR
dc.description.volumeNº8pt_BR
dc.description.sectorDED/NESOpt_BR
dc.description.magazineRevista Angolana de Sociologiapt_BR
Appears in Collections:DED/NUT - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Água em Angola- RASociologia (ap).pdf124.57 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.