Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1002249
Title: Avaliação da resistência do betão em estruturas existentes — ensaios directos versus ensaios indirectos
Authors: Jacinto, L. A. do C.
Oliveira Santos, L.
Neves, L.
Monteiro, A.
Gonçalves, A.
Keywords: Avaliação da resistência do betão;Estruturas existentes;Ensaios directos;Ensaios indirectos
Issue Date: Nov-2010
Publisher: GPBE
Abstract: A Norma NP EN 13791:2008 contem orientações para a avaliação da resistência do betão in-situ e estabelece o ensaio directo de carotes como o ensaio de referência. De facto, o ensaio de compressão de carotes é considerado actualmente o método mais preciso para a avaliação da resistência do betão em estruturas existentes. Porém, o número de carotes que é possível extrair de uma estrutura é em geral limitado, pelo que pode ser vantajoso complementar os resultados dos ensaios de carotes com algum tipo de ensaio indirecto. Os ensaios indirectos sempre carecem de uma calibração prévia, que, segundo a Norma mencionada acima, deve ser realizada a partir de carotes extraídas da estrutura. A Norma estabelece dois métodos para a obtenção da curva de calibração. Num dos métodos é exigido um número mínimo de 18 carotes. Mas, com esse número carotes, é somente natural questionar se é necessário realmente complementar esses 18 resultados com algum tipo de ensaio indirecto. Esta questão motivou o estudo que se apresenta. Especificamente, procura determinar-se o número de carotes acima do qual o uso de um ensaio indirecto (como complemento ao ensaio directo de carotes) deixa de ser atractivo. Como se demonstra, esse número depende basicamente da qualidade do betão (medida pelo coeficiente de variação da resistência) e da fiabilidade do ensaio indirecto a usar.
URI: http://repositorio.lnec.pt:8080/jspui/handle/123456789/1002249
ISBN: 978-972-49-2204-1
Appears in Collections:DE/NOE - Comunicações a congressos e artigos de revista

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jacinto_1_FullPaper_BE2010.pdf121.76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.